Cambios y continuidades en la historia de los trabajoadores industriales arge...

Cambios y continuidades en la historia de los trabajoadores industriales arge...

Instituto de Ciencias

Cambios y continuidades en la historia de los trabajoadores industriales argentinos (1973-1983). Una aproximacion a traves del caso de Ford Motor Argentina.

A presente pesquisa tem como objetivo realizar uma contribuição pra a historia dos trabalhadores argentinos a partir do caso dos operários da Companhia Ford Motor Company na Argentina entre 1973 e 1983.
A fim de investigar as mudanças e continuidades que se desenvolveram durante nesta década, foram reconstruídas as principais ações de organização e de luta, que tiveram lugar dentro da planta, e também sua relação com o contexto político e socioeconômico em onde foram realizadas. Pra isso, primeiro é reconstruída a criação do corpo dos delegados e parte do labor desenvolvido por ele durante os anos anteriores a o golpe de estado de 1976. Som objetos de análise as principais reivindicações dos trabalhadores, o modo em que foram canalizadas, assim como também as idas e voltas na relação das organizações de base da planta com a cúpula nacional do grêmio. Em segundo lugar, são revisadas as politicas repressivas, de trabalho e econômicas utilizadas pela ditadura com um impacto direto sobre os trabalhadores, a função da empresa automotora; e também as estratégias de resistência realizadas pelos trabalhadores durante nesta época, suas caraterísticas, e os limites e potências das mesmas. Pra terminar, e reconstruída a situação dos trabalhadores depois do processo de transformação radical operado pela ditadura, dentro da fabrica e seu impacto na indústria automotora, concentrado especialmente na resposta dos trabalhadores as politicas das empresas, assim como as novas estratégias do sindicato.

No presente estudo, analisamos os diferentes tipos de fontes. Primeiro, foi realizado um levantamento dos artigos de imprensa nacionais sobre o movimento operário argentino. Além disso, analisamos um conjunto de testemunhos de ex-funcionários da planta que desapareceram em 1976. Finalmente, usamos diferentes tipos de documentos. Primeira ordem incluiu a documentação no arquivo da Direcção de Inteligência da Província de Buenos Aires (DIPBA), os acordos coletivos de trabalho entre 1973 e 1975, entre outros. Os meios de comunicação, documentação e testemunhos orais foram relacionados e articulada, a fim de reconstruir a história.

Suscripción al newsletter
Seguinos en