Los chicos de la Cañada. Llegar, vivir y salir de la calle. Formas de integra...

Los chicos de la Cañada. Llegar, vivir y salir de la calle. Formas de integra...

Instituto de Ciencias

Los chicos de la Cañada. Llegar, vivir y salir de la calle. Formas de integracion y produccion de sentido de un grupo de niños y adolescentes en situacion de calle en el Conurbano Bonaerense.

Nesta tese procura-se compreender as experiências e pontos de vista dos meninos que vivem na rua, indagando nas circunstâncias e razões que os conduzem a ela e nas maneiras em que ali desenvolvem sua existência. O material que se analisa é o produto de uma investigação etnográfica realizada com um grupo de meninos que vive nas ruas de uma cidade do Gran Buenos Aires. Em primeiro lugar, analisam-se suas condições sociais de origem, as características predominantes de suas famílias e suas perspectivas pessoais sobre os percursos que os levaram à rua. Em segundo lugar, exploram-se suas maneiras de ser e estar na rua: as relações que estabelecem com seu grupo de pares, as coisas que fazem, dizem, sentem e pensam. Por último, examinam-se as relações que mantêm com os programas e os trabalhadores sociais que intervêm sobre sua situação. Os resultados permitem conhecer as condições sociais de existência dos meninos, as maneiras em que eles as elaboram e constroem nelas suas maneiras de ser. Permitem reflexionar sobre a relações que se estabelecem entre suas condições de integração social e suas formas de produção de sentido, entre suas condições de pertence e suas maneiras de afirmar sua identidade e dignidade pessoal, entre as condições de instabilidade e desprotección nas que vivem e os riscos que assumem. Finalmente, permitem também dar conta das funções que desempenham e os desafios que enfrentam as políticas sociais destinadas aos assistir.

Suscripción al newsletter
Seguinos en