Los herederos. Construcción y resignificaciones del imaginario de "gran familia"

Los herederos. Construcción y resignificaciones del imaginario de "gran familia"

Instituto de Ciencias

Los herederos. Construcción y resignificaciones del imaginario de "gran familia"

O problema central abordado por esta pesquisa é como, em um contexto de crise, o passado do Povo Liegig foi reinterpretado como uma "grande familia", e atualizado em relações, práticas e materialidades do presente. Para abordar a questão, a tese indaga a construção material e simbólica que sustentou o imaginário de "grande família", analisa como esta representação foi operada nos discursos e práticas da empresa Liebig´s Extract of Meat Co.Ltd., e de que maneira constituiu a memória de muitos dos ex-tragalhadores(as). Investiga quais gramáticas de tempos e espaços contribuíram para configurar essas memórias, em quais formas e contextos foram confrontadas diferentes versões sobre o passado, e como se configurou uma memória hegemônica que construiu os referentes de identidade que instituíram uma determinada imagen do "nós" e do Povo. Considera o papel que cumpriram as metáforas familiares nas tensões que atravessaram a comunidade a partir do desaparecimento da fonte de trabalho, e, por último, aborda os processos emergentes de patrimonialização relacionados à ideia de "conservar" e valorizar o que os atores consideram sua "herança".

Suscripción al newsletter
Seguinos en