No solo cambias tu cuerpo, tambien te cambias a vos mismo. Cuerpo y subjetivi...

No solo cambias tu cuerpo, tambien te cambias a vos mismo. Cuerpo y subjetivi...

Instituto de Ciencias

No solo cambias tu cuerpo, tambien te cambias a vos mismo. Cuerpo y subjetividad entre un grupo de entrenados de los gimnasios porteños a principios del siglo XXI

Nas últimas três décadas, os dois ginásios de treinamento como as pessoas abordam-los para começar a treinar multiplicado exponencialmente na cidade de Buenos Aires. Estudar por que é a questão geral desta tese. Em particular, estou interessado interpretar por que as pessoas começaram a considerar em décadas recentes que temos de começar a treinar em um conjunto de técnicas corporais no ginásio. Em termos teóricos e tentar conta para este fenômeno empírico, proponho analisar o que é o elo entre o corpo que treina na academia com um processo de construção dasubjetividade pessoal.
O argumento mais visível explicando por que as pessoas vêm para a academia para treinar hoje está a tentar alcançar uma melhor saúde. Embora este argumento tem um monte de verdade, não abrange um fenômeno mais complexo, como as pessoas que vêm para o ginásio acabar melhorar a saúde, mas também moldar o seu corpo e um tipo de pessoa que considere desejável. No ginásio, as pessoas procuram transformado: em primeiro lugar visam longe daqueles que não querem ser, enquanto o outro olhando para construir sobre aqueles que anseiam alcançar. Toda essa operação é realizada sobre o corpo; é um longo processo que leva a
subjetividade, mas também dele. Para analisar a relação entre o corpo ea subjetividade que é criado no etnográfico ginásio reconstruiu a “carreira treinados” é uma longa estrada que funciona a partir do momento em que a pessoa como um neófito para o lugar, até que finalmente se torna uma aptidão treinado. Tornando-se um treinado implica antes de tudo se acumulam mais trabalho no treinamento, mas segundo aprender a tomar conta desta nova auto mesmo fora do ginásio: o treinado adicionar dietas, medir o descanso diário, dependendo das novas necessidades do corpo, sociabilidade reestruturar de modo não afectar o progresso da raça. No caso mais extremo, não haverá outro que a proibição de certas práticas, pessoas ou objetos opção. À medida que a corrida se desenvolve riscos treinados também começam a aparecer. Dieta extrema, overtraining ou esteróides são aspectos que se tornam atual para um treinados já que desejam para a estrada, mas que, no início da corrida não foram coletados. Tentando entender por que as pessoas vêm para o ginásio tendo em conta não só permite explicação saudável para explicar por que alguns deles ao longo da
corrida treinado, adoptar orientações que se afastam do que mesmo padrão que, aparentemente, explicou por que eles chegaram na academia. Estes desviado, no entanto, os comportamentos são bem apreendido se uma perspectiva que explora a relação entre o corpo ea subjetividade e preste atenção à nova forma do treinada começar a ver o seu corpo e seu senso de auto é adotado depois de terem viajado toda uma raça treinado. Em última análise, a análise fundamental que proponho pretende colocar a discussão num nível mais amplo e procura explicar como corpo e fixado em torno de treino no ginásio estão interligados, mas com atenção especial para desenvolver uma carreira a longo prazo lá como fenômeno empírico explicativo.

Suscripción al newsletter
Seguinos en