La salud (hetero)sexual y reproductiva en debate. Experiencias de jóvenes muj...

La salud (hetero)sexual y reproductiva en debate. Experiencias de jóvenes muj...

Instituto de Ciencias

La salud (hetero)sexual y reproductiva en debate. Experiencias de jóvenes mujeres lesbianas y heterosexuales de sectores medios con los servicios de ginecología en el Área Metropolitana de Buenos Aires.

Na Argentina, os programas de saúde sexual e reprodutiva não diferenciam formalmente entre mulheres heterossexuais e não diferenciam formalmente entre mulheres heterossexuais e não heterossexuais. No entanto, a maioria das políticas públicas para a saúde da mulher se concentra nos cuidados de saúde ligados a contraceptivos ou questões reprodutivas, a partir de uma presunção da heterossexualidade. Neste contexto, há pouca informação sobre a experiência que as mulheres lésbicas têm (ou não têm) com os serviços ginecológicos, bem como sobre as barreiras ou os facilitadores que esta população encontra o seu acesso. O objetivo geral desta tese é analisar e comparar as experiências de  mulheres lésbicas e heterossexuais em consultas ginecológicas na Região Metropolitana de Buenos Aires (AMBA, em espanhol). A pesquisa recupera uma abordagem metodoógica qualitativa e interpretativa, baseada na análise de entrevistas semiestructuradas de jovens lésbicas e de jovens heterossexuais, usuárias ou potenciais usuárias de servicios ginecológicos, de 18a 3 anos de idade, de setores médios residentes na AMBA.

Suscripción al newsletter
Seguinos en